e dessa liquidez, b e b a

rio que transborda ~ águas de dilúvio ~ desaguando em qualquer mar ~ todo o mar ~ maré cheia

terça-feira, 11 de dezembro de 2007

Iemanjá, minha mãe de cabeça


salve iemanjá
salve a rainha do mar!

A Grande Deusa do Mar faz parte do grupo das mães maiores. Ela é a mãe das águas primevas, que precedem a forma e sustentam a criação. A água, que é uma força feminina por excelência, possui outros deuses e encantos, como Averekue, o príncipe jeje das espumas do mar, que garante riqueza e prosperidade àqueles que lhe oferecemum orobô em sua morada. Contudo, Iemanjá, a força da cabeça e do príncípio, é a rainha do mar.


Iemanjá é água que não se prende, é a água que se estende na amplidão, que une os povos. Nem o poderoso rei de Ifé, Olofim, conseguiu manter Iemanjá perto de si. Ela se cansou de permanecer em Ifé e, contra a vontade de seu marido Olofim, fugiu em direção ao oeste. Na primeira tentativa de capturá-la, Olofim enviuou os guerreiros mais bravos do reino à sua procura. Sozinha, Iemanjá não teria como escapar, mas, muito astuta, armou um audacioso plano. Fez uma muralha de espelhos, armou-se com sua espada e seu abebé e, com imponência, colocou-se à frente da muralha. Quando os guerreiros deOlofim chegaram, depararam-se com Iemanjá pronta para a luta. Devido aos seus próprios reflexos, que julgaram ser um poderoso exército, fugiram assustados.
Iemanjá é o espelho do mundo, que reflete todas as diferenças, pois a mãe é sempre um espelho para o filho, um exemplo de conduta. Ela é a mãe que orienta, que mostra os caminhos, que educa, e sabe, sobretudo, explorar as potencialidades que estão dentro de cada um, como fez com os guerreiros de Olofim, mostrando o quanto eram bons seus ofícios, mas dizendo, ao mesmo tempo, que a guerra maior é a que travamos contra nós mesmos.



Iemanjá divide com Oxum o domínio sobre a maternidade, mas ela não é a mãe das crianças, mas dos jovens e adultos que já formaram personalidade e individualidade. Sua função é a maternidade como orientadora. Ela é mãe e esposa.

Todas as águas do mundo, doces ou salgadas, pertencem a Iemajá. Especialmente os rios que correm diretamente para o mar, pois o local de confluência das águas doces dos rios com as águas salgadas do mar é onde a força de Iemanjá se manifesta com mais intensidade.


Iemanjá poderia ser considerada a padroeira dos psicólogos, pois tudo que se relaciona à cabeça lhe diz respeito; aliás, o bem-estar psicológico só pode ser plenamente alcançado com as bênçãos de Iemanjá. Na verdade, o equilíbrio e a harmonia, seja pessoal ou familiar, são os mais caros bens que ela pode nos proporcionar.

Zelar pela família é a principal tarefa de Iemanjá. è ela quem promove a paz em todos os lares, mostrando que é preciso respeitar, amar e sobretudo ouvir os pais. Ser um bom filho é a única garantia de ter bons filhos, é fazer Iemanjá presente no lar e na vida.



DIA: sábado
DATA: 2 de fevereiro
METAIS: prata e outros metais prateados
CORES: branco, cristal, azul, rosa
COMIDAS: eboô com camarão seco e azeite, manjar, acaçá, bolo de arroz e mamão.
SÍMBOLO: abebé prateado
ELEMENTOS: águas doces que correm para o mar, águas do mar
PEDRAS: cristal e água-marinha
FOLHAS: pata-de-vaca, umbaúba, mentrasto
DOMÍNIOS: maternidade (educação), saúde mental e psicológica
SAUDAÇÃO: Eerú-Ìyá! Odó-Ìyá!

Um comentário:

Viviane disse...

Oi Maricota!
Mó legal essas coisinhas que vc escreve... :)
Beijo!