e dessa liquidez, b e b a

rio que transborda ~ águas de dilúvio ~ desaguando em qualquer mar ~ todo o mar ~ maré cheia

sábado, 13 de outubro de 2012

Consciência. Tarot Zen do Osho


Zen Tarot Card
Consciência
A mente nunca pode ser inteligente -- só a não-mente é inteligente. Só a não-mente é original e radical. Só a não-mente é revolucionária -- revolução em ação.

A mente lhe dá uma espécie de estupor. Sobrecarregado pelas lembranças do passado, sobrecarregado pelas projeções do futuro, você vai vivendo -- num nível mínimo. Não vive no máximo. A sua chama permanece muito fraca.

Uma vez que você começa a deixar de lado os pensamentos, a poeira que você acumulou no passado, a chama se ergue -- límpida, clara, viva, jovem. A sua vida como um todo se transforma em uma chama, e uma chama sem nenhuma fumaça. Isto é o que é a consciência.
Osho A Sudden Clash of Thunder Chapter 1

Comentário:
O véu da ilusão ou maya, que tem estado impedindo que você perceba a realidade como ela é, está começando a queimar-se. Tal fogo não é a chama aquecida da paixão, mas a flama fria da consciência. À medida que o véu vai sendo queimado, o rosto de um buda muito delicado e infantil torna-se visível.
A consciência que está crescendo em você neste momento não é o resultado de algum "fazer" consciente, nem é preciso que você se esforce para fazer alguma coisa acontecer. Qualquer impressão que você possa ter de que vinha tateando no escuro, está se desfazendo agora, ou logo se dissipará. Deixe-se assentar, e lembre-se de que, bem no fundo, você é apenas uma testemunha, eternamente silenciosa, consciente e imutável.
Um canal está se abrindo agora a partir da esfera de atividades até o centro do testemunhar. Ele o ajudará a atingir o desapego, e uma nova consciência removerá o véu dos seus olhos.

Um comentário:

Ricardo Oleski disse...

Oshoooooo...

Pois é, nada a fazer e deixando as coisas acontecerem... A mente adora estar no controle, fazer coisas, projetar o futuro, se ocupar, se preocupar...
E como é difícil esse exercício diário de simplesmente deixar as coisas acontecerem não?
"Sentados, em silêncio, sem nada a fazer. A Primavera vem e a grama cresce por si mesma."